Tanques de oxigênio vs. Concentradores de oxigênio: quais são melhores

A oxigenoterapia é essencial em casos de obstrução respiratória, doenças pulmonares e dificuldades respiratórias gerais. Os tanques e os concentradores de oxigênio se enquadram no termo genérico de terapia de oxigênio e têm o objetivo de facilitar a respiração.

Por exemplo, os pacientes com doença pulmonar obstrutiva de apneia obstrutiva do sono geralmente precisam de tais dispositivos médicos, que certamente fornecem resultados benéficos.

Ambos os dispositivos médicos fornecem terapia de oxigênio de longo prazo para pacientes necessitados. Eles geralmente podem ser portáteis, mas também servem como dispositivos fixos. Esses dispositivos são incríveis porque não apenas fornecem oxigênio aos pacientes, mas também removem poeira, bactérias e outras partículas prejudiciais.

Mas, não importa o quão semelhantes esses dispositivos pareçam ser, eles são diferentes. Nos parágrafos a seguir, compararemos tanques e concentradores de oxigênio e ver onde eles se comparam e onde diferem. Então vamos começar!

Tanques de oxigênio: o que você precisa saber

O que são tanques de oxigênio?

Os tanques de oxigênio, também conhecidos como cilindros de oxigênio, são tanques de metal que contêm ar pressurizado. Esses dispositivos são geralmente utilizados para fins médicos, em casos de pacientes com doenças pulmonares. Eles são relativamente baratos, mas certamente são necessários para recompras ou recargas contínuas, porque os pacientes precisam sempre ter um ou dois tanques ao seu lado.

Os tanques de oxigênio são limitados pela capacidade ou pelo tamanho do tanque, portanto, eles não produzem oxigênio adicionalmente, apenas fornecem tanto quanto já contêm. Os tanques de oxigênio são geralmente personalizados, portanto, apresentam um carrinho ou opção semelhante com base em roda para facilitar o transporte, seja para o paciente, equipe médica ou cuidador.

Como funcionam os tanques de oxigênio?

Para entender como funcionam os tanques de oxigênio, é fundamental mencionar primeiro que existem dois tipos de tanques de oxigênio, que certamente funcionam de forma diferente.

  • Tanques de oxigênio com oxigênio comprimido – esses tanques contêm oxigênio que é comprimido em alta pressão. Por causa disso, o oxigênio é fornecido por meio de um regulador especializado que garante a taxa de fluxo de oxigênio adequada. Os tanques de oxigênio com oxigênio comprimido fornecem oxigênio a um nível de pureza de 99,5% (que está de acordo com os padrões da USP ou da Farmacopéia dos Estados Unidos de pureza de oxigênio de 99% para tais dispositivos médicos).
  • Tanques de oxigênio com oxigênio líquido – esses tanques contêm oxigênio líquido, uma forma de oxigênio que é resfriado a -297 ° F. Devido à sua forma, o oxigênio é armazenado em recipientes isolados a vácuo especializados. Dessa forma, o oxigênio mantém sua forma e ocupa menos espaço do que o oxigênio comprimido. Assim, os tanques de oxigênio líquido funcionam expondo o oxigênio líquido à temperatura ambiente, onde assume a forma gasosa e está pronto para ser utilizado pelos pacientes. Assim como o oxigênio comprimido, o oxigênio líquido também deve ter um nível de pureza de 99,5%.

Vantagens dos tanques de oxigênio

Os tanques de oxigênio apresentam inúmeras vantagens, entre as quais, seguramente, sua portabilidade e o fato de poderem sempre ser rolados junto com o paciente. Vejamos algumas outras vantagens que os pacientes consideram úteis;

  • Eles não precisam de energia para funcionar – os tanques de oxigênio não exigem o uso de bateria ou tomada elétrica para fornecer a terapia ao paciente. Como o oxigênio está pressurizado ou na forma líquida no tanque, ele é liberado em taxas otimizáveis ​​estáveis ​​sempre que o paciente necessita da terapia. Assim, o tanque de oxigênio fornece oxigênio até que ele se esgote.
  • Eles não criam ruídos perturbadores – ao contrário de outros dispositivos, os tanques de oxigênio são completamente silenciosos e não criam ruídos perturbadores. Com os tanques de oxigênio, não haverá bipes ou ruídos altos de liberação de ar que possam acordar os pacientes ou perturbar outras pessoas na sala.
  • Eles são inicialmente baratos – tanques de oxigênio são inicialmente baratos e geralmente têm o custo mais baixo do mercado quando se trata de aparelhos de oxigenoterapia. No entanto, o preço inicial pode se tornar uma preocupação em relação a quantos tanques um paciente necessita para sua terapia. Mas, se o baixo custo inicial é a principal preocupação do paciente, então os tanques de oxigênio são certamente a escolha certa.

Desvantagens dos tanques de oxigênio

Assim como as vantagens, os tanques de oxigênio podem causar algumas preocupações com suas desvantagens. Vamos também dar uma olhada nas desvantagens para que possamos pintar uma imagem mais clara em relação à eficiência e aos benefícios desses dispositivos;

  • Eles são bastante pesados – com certeza, os tanques de oxigênio possuem um dispositivo com rodas que você pode usar para rolar com você. No entanto, os tanques de oxigênio podem ser pesados, especialmente se tiverem oxigênio comprimido. Assim, os pacientes e cuidadores devem estar cientes de que os tanques de oxigênio são pesados ​​para levantar, movimentam-se sem sistema de rodas e geralmente são difíceis de carregar em escadas ou no carro, por exemplo. Para pacientes fracos e doentes, que moram sozinhos, por exemplo, isso pode ser uma grande desvantagem.
  • Eles têm suprimento de oxigênio limitado – os tanques de oxigênio podem conter apenas quantidades limitadas de oxigênio. Quando o oxigênio acaba, geralmente precisam ser substituídos, mas alguns tanques podem ser recarregados. No entanto, isso pode criar confusão para os pacientes que precisam de oxigenoterapia regular e não se incomodam com a substituição ou reabastecimento regular do tanque.
  • Eles são caros a longo prazo – inicialmente, os tanques de oxigênio são de baixo custo. No entanto, eles precisam ser substituídos ou recarregados com frequência, o que pode ser bastante caro. O custo aumenta, o que torna os tanques de oxigênio caros, considerando o investimento de longo prazo.

Concentradores de oxigênio: o que você precisa saber

O que são concentradores de oxigênio?

Os concentradores de oxigênio são dispositivos médicos utilizados em casos de oxigenoterapia para pacientes com distúrbios respiratórios. Eles podem ser usados ​​em casos de doenças pulmonares ou apneia obstrutiva do sono, dependendo das condições e da gravidade. Comparados aos tanques de oxigênio, os concentradores de oxigênio são altamente eficientes e, por isso e pela forma como funcionam, também são mais caros.

Os concentradores de oxigênio podem vir na forma de dispositivos fixos que podem ser usados ​​em casa ou em hospitais e centros de assistência médica. No entanto, também existem versões portáteis com opções adicionais de alimentação e carregamento, que são incrivelmente úteis para os pacientes. Os concentradores de oxigênio não podem ser adquiridos sem receita e são personalizados de acordo com os requisitos e necessidades de terapia de cada paciente.

Como funcionam os concentradores de oxigênio?

Os concentradores de oxigênio funcionam filtrando o ar circundante e comprimindo-o até a densidade necessária. Em seguida, o concentrador fornece o oxigênio comprimido e purificado para o sistema de dosagem de pulso ou fluxo contínuo, onde está pronto para ser consumido pelo paciente.

Os concentradores de oxigênio também possuem filtros que ajudam o dispositivo a purificar o ar e remover toda a poeira e partículas nocivas. Sem mencionar que os níveis de concentração de oxigênio e configuração de fornecimento podem ser ajustados e que os pacientes têm várias opções de inalação; desde máscaras faciais especiais até a cânula nasal.

Vantagens dos concentradores de oxigênio

Assim como os tanques de oxigênio, os concentradores de oxigênio têm seu próprio conjunto de vantagens. Vamos dar uma olhada no que eles têm a oferecer aos seus pacientes;

  • Eles têm suprimento de oxigênio ilimitado – a desvantagem de um tanque de oxigênio é a vantagem dos concentradores de oxigênio. A saber, esses dispositivos fornecem suprimento ilimitado de oxigênio, principalmente porque filtram continuamente o ar circundante, sem o risco de esgotar-se ou precisar de recarga. Esta é provavelmente a principal vantagem desses dispositivos e a razão pela qual tantos pacientes optam por concentradores em vez de tanques.
  • Eles são leves e fáceis de mover – porque os concentradores dependem da filtragem do ar, em vez de transportar ar pressurizado, eles são mais leves e fáceis de mover do que os tanques. Isso permite que sejam facilmente transportáveis ​​e portáteis. É por isso que os concentradores de oxigênio portáteis são um grande sucesso entre os pacientes, especialmente aqueles que viajam muito.
  • Eles são personalizáveis – os concentradores de oxigênio são projetados para atender a cada paciente individual e às suas necessidades. É por isso que cada um dos concentradores pode ser ajustado, comprado em diferentes tamanhos e estilos, com diferentes níveis de pressão, etc. Eles podem ser fixos ou portáteis e têm diferentes opções de inalação.
  • Eles não exigem investimento de longo prazo – o custo inicial dos concentradores de oxigênio pode ser maior, mas esses dispositivos não exigem investimentos e despesas de longo prazo. Eles também não requerem manutenção cara e de longo prazo e outras compras adicionais. O custo inicial é tudo o que há para pagar.

Desvantagens dos concentradores de oxigênio

Embora os concentradores de oxigênio tenham vantagens incríveis e propriedades benéficas, não podemos ignorar as principais preocupações que os pacientes geralmente enfatizam após o uso desses dispositivos. Então, vamos ver quais são as principais preocupações com os concentradores de oxigênio;

  • Eles são barulhentos e barulhentos – como os concentradores de oxigênio filtram, purificam e comprimem o ar de forma ativa e contínua, eles tendem a ser barulhentos e barulhentos nesse processo. Esta é a queixa mais comum do paciente, embora os concentradores modernos sejam construídos para serem silenciosos.
  • Eles exigem recarga – com concentradores de oxigênio, baterias e energia elétrica são indispensáveis. Isso pode ser uma grande desvantagem porque se a bateria não estiver carregada ou se não houver uma tomada elétrica, você não poderá usar o dispositivo. Portanto, não é apenas uma grande desvantagem, mas também pode ser um perigo real para os pacientes que precisam de oxigenoterapia.
  • Eles são inicialmente caros – os concentradores de oxigênio são inicialmente muito caros. Eles geralmente ultrapassam os mil dólares, e os dispositivos de última geração podem chegar a vários milhares de dólares. Portanto, mesmo que o preço inicial seja o único investimento, isso ainda pode ser um grande problema para a maioria das pessoas.

Tanques de oxigênio vs. Concentradores de oxigênio: quais são melhores

Para saber quais são melhores, tanques ou concentradores, vamos compará-los lado a lado e ver o que oferecem e quem pode considerá-los mais adequados.

1. Tamanho e peso

Tanques de oxigênio – esses dispositivos tendem a variar em tamanho e peso. No entanto, um tanque de oxigênio típico fornece 680 litros de oxigênio quando em plena capacidade. Com essa capacidade, um tanque pode fornecer oxigênio continuamente por 5 horas (a uma taxa de 2 litros por minuto). Além disso, um tanque de oxigênio típico tem mais de 60 centímetros de comprimento e pesa entre 20 e 130 libras.

Concentradores de oxigênio – esses dispositivos também tendem a variar em tamanho e peso, pois podem ser fixos e portáteis. Os aparelhos domésticos fixos podem pesar até 30 libras e fornecer oxigênio a até 10 litros por minuto. Dispositivos portáteis, no entanto, são muito menores e tendem a pesar entre 3 e 6 libras, dependendo do modelo. Os modelos portáteis podem durar entre 4 e 10 horas.

2. Mobilidade e portabilidade

Tanques de oxigênio – esses dispositivos geralmente são portáteis e podem ser carregados. Normalmente possuem um sistema de transporte com rodas ou uma carreta que é utilizada para transportar o tanque. No entanto, como os tanques podem ser mais pesados, pode ser um pouco difícil levantá-los. Além disso, os tanques de oxigênio não são permitidos pela Federal Aviation Administration para viagens aéreas; portanto, tanques de oxigênio líquido ou comprimido não podem ser transportados e usados ​​em aeronaves comerciais.

Concentradores de oxigênio – esses dispositivos, especialmente os concentradores portáteis, são projetados para serem portáteis e fáceis de usar durante viagens. Como eles filtram o ar e funcionam com baterias, os concentradores de oxigênio são perfeitos para viagens. Eles geralmente vêm com malas de viagem úteis e taxas adicionais. Eles são até permitidos para viagens de aeronaves, conforme aprovado pela FAA.

3. Custo

Tanques de oxigênio – esses dispositivos não exigem um grande custo inicial. Eles geralmente custam até cem dólares, o que é aceitável para a maioria dos usuários e pacientes. Porém, o investimento de longo prazo em tanques de oxigênio é caro, visto que pacientes e usuários precisam trocar e reabastecer esses tanques com frequência.

Concentradores de oxigênio – esses dispositivos têm um alto custo inicial. Eles podem custar de mil a vários milhares de dólares, dependendo do modelo e da portabilidade. No entanto, esses dispositivos não requerem uma compra adicional, custo adicional de manutenção e recarga constante. Portanto, os concentradores são um investimento de longo prazo que não aumenta os custos com o tempo.

Leia mais:  Os melhores concentradores de oxigênio portáteis 2020

4. Segurança

Tanques de oxigênio – relatórios informam que os tanques de oxigênio podem começar a vazar. Isso pode resultar na saturação de uma sala com oxigênio puro, o que aumenta o risco de incêndio. Além disso, existe um problema adicional se ocorrer um incêndio. Os incêndios induzidos por oxigênio puro ficam mais quentes, mais rápidos e são mais difíceis de controlar e apagar.

Concentradores de oxigênio – esses dispositivos geralmente são seguros. Como os concentradores usam o ar circundante e o filtram, quase não há risco de vazamento e possível início de incêndio.

Veredicto Final

Considerando todas as informações, podemos apenas dizer que os concentradores de oxigênio parecem ser muito melhores do que os tanques de oxigênio . Bastante justo, os tanques de oxigênio parecem um pouco desatualizados e, embora baratos, podem representar um certo risco de dano ou risco de incêndio.

Por outro lado, os concentradores de oxigênio são caros , mas são um excelente investimento a longo prazo. Sem falar que são seguros e extremamente úteis para pacientes que viajam ou precisam de oxigenoterapia no trabalho ou em outros lugares.

No entanto, estamos deixando você com todas as informações de que precisa neste artigo, para que você possa decidir por si mesmo. Algumas pessoas podem achar os tanques de oxigênio melhores, enquanto outras podem fazer o oposto.

De qualquer forma, sempre converse com seu médico sobre esses dispositivos e opções de oxigenoterapia antes de tomar uma decisão final.

Leia também:  Aumente os níveis de oxigênio durante o sono: 12 dicas a seguir

Dr. Ángel Barba Vélez

O especialista Dr. Angel Barba, possui vasta experiência em Angiologia e Cirurgia Vascular. Tem o conhecimento necessário para prestar um serviço da mais alta qualidade e centenas de pacientes satisfeitos garantem. A formação e currículo profissional do Dr. Barba é muito extensa, e o destaque são mais de 200 apresentações, publicações. participação em congressos e conferências, além de inúmeros prêmios e cargos em diferentes organizações que confiaram em sua sabedoria e experiência.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *